Sete grandes jogos de 2015 que vão ficar na sua memória

compartilhe agora

Goleadas em clássicos, emoção em mata-mata, luta pela sobrevivência: ano termina com partidas que ficarão no imaginário do torcedor brasileiro

Enquanto houver futebol, haverá lembranças marcantes para o torcedor – e 2015 não escapou da regra. A temporada no futebol brasileiro termina com grandes partidas que habitarão o imaginário das torcidas: os massacres de Corinthians e Grêmio em clássicos, a sobrevivência do Ceará na Série B, os duelos brasileiros na Libertadores, a atuação de luxo do campeão brasileiro contra o vice relembre dez partidas marcantes do ano no país (e você está convidado a citar outras nos comentários).

CORINTHIANS 6 X 1 SÃO PAULO: BRASILEIRÃO (22/11)

O torcedor corintiano pensará nesse jogo como aquele que marcou o título do Brasileirão, mesmo que a conquista já estivesse assegurada. Tite mandou a campo o time reserva para o massacre sobre os titulares do São Paulo. Um passeio histórico do Timão.

INTER 3 X 1 ATLÉTICO-MG: LIBERTADORES (13/05)

O Inter avançou, mas se fosse o Atlético-MG, estaria de bom tamanho também. Gaúchos e mineiros fizeram dois grandes duelos pelas oitavas de final da Libertadores da América e deixaram a impressão de que o encontro entre eles foi prematuro. O Colorado acabou eliminado nas semifinais do torneio, pelo Tigres, do México. O treinador vermelho na época, Diego Aguirre, será o comandante do Galo em 2016.

ATLÉTICO-MG 0 X 3 CORINTHIANS: BRASILEIRÃO (01/11)

O jogo que não deixou dúvidas: o Corinthians seria campeão brasileiro. A equipe de Tite foi à casa do Atlético-MG, seu principal concorrente, teve atuação soberba, venceu por 3 a 0 e evidenciou sua superioridade em relação aos adversários.

CRUZEIRO 1 X 0 SÃO PAULO: LIBERTADORES (13/05)

A qualidade não foi a mesma de Inter x Atlético-MG, mas teve emoção de sobra no duelo entre Cruzeiro e São Paulo pelas oitavas de final da Libertadores. Os mineiros, após derrota de 1 a 0 fora de casa, devolveram o placar em Belo Horizonte e foram aos pênaltis para garantir a vaga. Fábio, com duas defesas nas penalidades, foi o herói da noite, mas a Raposa não foi longe. Na fase seguinte, foi atropelada pelo River Plate, que seria o campeão.

GRÊMIO 5 X 0 INTER: BRASILEIRÃO (09/08)

Os gremistas sabem de cabeça: Giuliano, Luan (duas vezes), Fernandinho e Réver (contra). O massacre de 5 a 0 no Gre-Nal do primeiro turno do Brasileirão, na Arena, foi a maior goleada tricolor em Gre-Nais desde 1912. Foi o ponto máximo do time que Roger tirou da cartola ao assumir o lugar de Felipão e trocar a ameaça de rebaixamento por vaga na Libertadores.

PALMEIRAS 2 X 1 SANTOS: COPA DO BRASIL (02/12)

A imagem de Fernando Prass batendo o pênalti decisivo e dando o título da Copa do Brasil ao Palmeiras foi o clímax da grande final contra o Santos. Após dois ótimos jogos, com uma vitória simples para cada lado (1 a 0 e 2 a 1), os rivais foram às penalidades para definir o campeão. E coube ao arqueiro, muito bem sob as traves, também fazer o gol derradeiro.

VASCO 1 X 1 FLAMENGO: COPA DO BRASIL (26/08)

O terrível 2015 do Vasco teve os clássicos com o Flamengo como raros momentos de alívio. Eliminar o rival no Carioca e na Copa do Brasil serviu como alívio à torcida que sofreria com o rebaixamento no Brasileirão. No torneio eliminatório nacional, o Cruz-Maltino teve classificação emocionante às quartas de final. Rafael Silva entrou em campo aos 34 minutos do segundo tempo no Maracanã, quando o Fla vencia por 1 a 0, e dois minutos depois fez o gol que mudou a história do confronto.

fonte:globoesporte.com

 

compartilhe agora

Comments

comments

%d blogueiros gostam disto: