Favoritos, candidatos e zebras: quem é quem do Brasil no 11º dia no Rio

compartilhe agora

Um dia recheado de grandes eventos na Olimpíada. Os esportes coletivos vão chegando na hora decisiva, enquanto alguns individuais distribuem medalhas.

O canoísta brasileiro Isaquias Queiroz, 22 anos, fez história na Lagoa Rodrigo de Freitas ao levar a prata na categoria C1 – 1.000 metros. Disputando com seu principal adversário, o alemão Sebastian Brendel, Queiroz garantiu a primeira medalha brasileira no esporte nos Jogos Olímpicos. O feito aconteceu na manhã desta terça-feira, 16.

No boxe, Robson Conceição é favorito ao ouro na categoria até 60kg. Ele luta a decisão contra um francês que não mostrou muita coisa nas lutas preliminares.

 

Na vela, o Brasil tem duas regatas da medalha em que precisa operar um milagre. Robert Scheidt (Laser) e Jorge Zarif (finn) precisam vencer e torcer por uma combinação de resultados para irem ao pódio. Na classe 470, dia importantíssimo para sabermos se Fernanda/Ana Luiza realmente brigarão pelo pódio. Na 49er, as últimas regatas antes da prova final.

 

No atletismo, Fabiana Murer deve passar sem maiores problemas pelas eliminatórias do salto com vara. O Brasil disputa ainda diversas outras categorias, com boas chances de avançar nos 200m rasos masculino e salto em distância feminino.

 

No vôlei de praia, são três semifinais. Bruno/Alison e Talita/Larissa são favoritos em seus jogos. Bárbara e Ágatha têm boas chances contra as americanas Walsh e Ross, que são favoritas.

 

Na ginástica, Chico Barreto disputa a final da barra fixa. As chances de pódio não são grandes, mas do jeito que andam as coisas, vai que…

 

A seleção de hipismo faz mais um percurso, que soma pontos tanto para individual, como para a equipe. A expectativa é boa, mas é bom lembrar que os resultados pouco valem para a sequência da competição.

 

No levantamento de peso, Fernando Reis aparece como um dos candidatos (não favoritos) na prova acima dos 105kg. Precisa de uns 445kg para o pódio, já fez isso em treinos, nunca em competição.

 

Na maratona aquática, Alan do Carmo aparece como um dos candidatos ao pódio na prova masculino. Não está entre os favoritos, mas pode sim brigar por um pódio.

No handebol, vôlei e futebol, o Brasil é favorito para avançar. A seleção feminina de handebol enfrenta as vice-campeãs mundiais Holanda mas, pelo que apresentaram nesta competição, favortismo verde-amarelo. No vôlei, a China tem um time bom, mas que está jogando longe de seu máximo nos Jogos. No futebol feminino, contra a Suécia, a seleção brasileira tem tudo para passar, principalmente porque venceu o mesmo time por 5 a 1 nas classificatórias.

 

No polo aquático masculino, porém, a Croácia é favorita contra o Brasil. Mas o Brasil tem um bom time, mostrou ótimo nível na primeira fase, principalmente após a vitória sobre a Sérvia.

 

Nos saltos ornamentais, Cesar Castro disputa a semifinal do trampolim 3m. Precisa fazer uma média de saltos na casa dos 75 pontos, algo que não aconteceu na preliminar.

Fonte: Globoesporte

compartilhe agora

Comments

comments

%d blogueiros gostam disto: