Três Lagoense irmão de Leandro recém contratado do Palmeiras disputa copinha.

compartilhe agora

Atleta do Comercial-MS, Jean Banana busca trilhar os mesmo passos e se emociona ao falar do atacante: ‘É a minha primeira motivação e o meu ponto de partida’

Por Presidente Prudente, SPfonte: globoesporte.com

Separados por cerca de 560km, mas unidos pelo sangue e pelos ideais. Enquanto o atacante Leandro Pereira, recém-contratado pelo Palmeiras junto à Chapecoense, tem neste ano a oportunidade de atuar por um grande clube brasileiro, seu irmão Jean Carlos Pereira disputa atualmente a Copa São Paulo de Futebol Júnior. Com 19 anos, Jean Banana, como é conhecido, tem dentro de casa a maior fonte de inspiração.

Natural de Três Lagoas, cidade sul-mato-grossense, o também atacante quer seguir os passos de Leandro Pereira. Cheio de sonhos, ele é titular do Comercial-MS e fala do irmão famoso com brilho nos olhos.
– Chegar em um clube grande era um sonho que ele tinha desde moleque e graças a Deus conseguiu realizar. Pode ter certeza que estamos felizes e orgulhosos por essa conquista. Só nós (familiares) sabemos o quanto ele sofreu para chegar onde está hoje. Por isso, ele é a minha primeira motivação e o meu ponto de partida para conseguir o meu espaço.
O jovem disputa a maior competição de base do país pela primeira vez. Após a segunda rodada do torneio, o Comercial-MS não tem mais chances de classificação no Grupo E, com sede em Presidente Prudente, no Oeste Paulista. Autor do único gol da equipe até o momento na Copinha, Jean Banana vê na competição a maior oportunidade da sua vida e faz projeção para o futuro. 
-É uma felicidade imensa poder jogar a Copa São Paulo. Espero dar o meu melhor, até porque é uma das maiores vitrines do futebol brasileiro e muitos olheiros estão acompanhando os jogos. Não custa nada sonhar em chegar em uma grande equipe.
Ainda sem a visibilidade de Leandro Pereira, o jogador relembra o início da carreira do irmão e detalha em poucas palavras o incentivo que recebe dele. 
– Durante as nossas conversas ele sempre pede para eu não desistir e me incentiva muito. O Leandro fala que a minha vitória também vai chegar e acredito muito nisso. Ele saiu de casa muito cedo, tinha apenas 13 anos e acabou sofrendo muito por aí. Ficou longe família e por diversas vezes ligava chorando com saudade de casa. Mas graças a Deus ele foi recompensado e hoje está no Palmeiras.

compartilhe agora

Comments

comments

%d blogueiros gostam disto: